quarta-feira, setembro 19, 2007

Método DeRose Empresas

O Método DeRose nas empresas proporciona uma série de vantagens a todas as áreas de uma corporação. Há um desenvolvimento multilateral que vai muito além da maioria das atividades laborais existentes no mercado.
As aulas podem variar de 10min a 1h de duração dependendo da proposta e objetivos (estes podem ser moldados conforme aquilo que a empresa necessita).
Encontramos algumas vezes algum tipo de resistência com relação a prática do Yôga em função da imagem na maioria das vezes estereotipada, ou pela simples desinformação.
Numa prática de Yôga Laboral, os alunos não precisam ficar de cabeça para baixo, trocar suas roupas ou coisas deste tipo.
Na verdade, há uma grande adesão por parte dos que experimentam este tipo de prática, surpreendendo de forma muito positiva os contratantes.
Por isto oferecemos aulas ou períodos de experiências aos interessados.
Para isto entre em contato através do melos.ricardo@gmail.com
Neste mesmo blog você pode conferir alguns projetos que estão em andamento.
Veja abaixo alguns pontos importantes deste trabalho:

Vantagens para a empresa:
· Melhoria do clima organizacional;
· Melhoria da imagem da empresa frente aos executivos e colaboradores;
· Ambiente de trabalho menos estressante;
· Aumento da motivação e produtividade;
· Melhoria no atendimento ao cliente externo;
· Redução do índice de rotatividade de pessoal;
· Diminuição dos afastamentos por DORT;
· Diminuição do índice de absenteísmo e dos acidentes de trabalho provocados por falha humana;
· Redução com gastos em saúde por empregado/ano economizando assistência médica, medicamentos, exames e hospitalização.

Vantagens para os executivos e colaboradores:
· Melhoria da qualidade de vida e da saúde geral;
· Maior autocontrole dos seus níveis de stress;
· Maior motivação e criatividade;
· Maior grau de satisfação no trabalho;
· Aumento da auto-estima;
· Menor incidência de doenças oportunistas (gripes, enxaquecas etc.);
· Aumento da expectativa de vida;
· Aumento da flexibilidade articular e elasticidade muscular;
· Aumento da capacidade e reeducação respiratória;
· Melhoria do funcionamento dos sistemas orgânicos;
· Melhoria da qualidade do sono e da alimentação.

As principais ferramentas utilizadas são:
- As técnicas corporais que trabalham a prevenção direta de doenças ocasionadas por esforço repetitivo, regulam o peso por estimulação da tireóide, oxigenação cerebral, consciência corporal, coordenação motora e alongamento muscular que auxiliará em uma série de outras coisas.
- As limpezas orgânicas promovendo a higiene interna, das mucosas do estômago, dos intestinos, do seio maxilar, dos brônquios, das conjuntivas, etc.
- Os respiratórios que fornecem uma cota extra de energia vital, aumentam a capacidade pulmonar, controlam as emoções, permitem o contato do consciente com o inconsciente e ajudam a conseguir o domínio da musculatura lisa.
- A descontração muscular consciente, módulo de relaxamento, que auxilia a todos os anteriores e, juntamente com os demais angas da prática, elimina o stress.
- Treinamentos de concentração e meditação que proporcionam um aumento da lucidez e o autoconhecimento.
Estes efeitos, e muitos outros, são simples conseqüências de exercícios. Ocorrem como resultado natural de estarmos exercitando uma filosofia de vida saudável. Se aprendermos a respirar melhor, relaxar melhor, dormir melhor, comer melhor, excretar melhor, fizer exercícios moderados e manifestar uma sexualidade melhor, os frutos só podem ser o incremento da saúde e a redução de estados enfermiços.

Veja abaixo os tópicos em detalhes:

Respiração
No Yôga, uma das primeiras etapas é reaprendermos a respirar. Faço treinamentos com meus alunos para dominarem os músculos respiratórios abdominais, intercostais e subclaviculares; aprendendo a respirar de forma completa, utilizando a totalidade dos pulmões.
O controle respiratório visa melhorar a capacidade respiratória através da consciência, bem como incrementar o relaxamento atuando diretamente no Sistema Nervoso Parassimpático.
Ao se fazer uma respiração curta e superficial, agravada por uma vida sedentária, a resistência celular do corpo inteiro é enfraquecida e vai perdendo gradativamente a capacidade de realizar importantes funções metabólicas.
Pela respiração consciente, o praticante de Yôga se energiza e se fortalece, experimentando um extraordinário aumento da energia vital, de paz e serenidade.

Stress
Stress é o estado psico-orgânico produzido pela defasagem entre o potencial do indivíduo e o desafio que ele precisa enfrentar. Para administrá-lo, não nos limitamos a proporcionar relaxamento. Muito mais importante é aumentar a energia do praticante para que o seu potencial suba e possa enfrentar o desafio de cima para baixo.
O stress em si não é uma coisa ruim. Sem ele o ser humano ficaria vulnerável e não conseguiria lutar, trabalhar ou criar com a necessária agressividade. Mal é o excesso de stress ou a falta de controle sobre ele. Stress é aquele estado produzido por solicitação de auto-superação, o qual, para ser saudável, deveria ser esporádico.
Entre um alerta psicofísico e outro, a pessoa teria condições de se refazer desse estado de extrema tensão orgânica e mental. Para tanto, seria preciso que houvesse menor freqüência do estado de tensão ou então exercícios específicos para minimizar a fadiga generalizada dali resultante e que produz uma reação em cadeia de efeitos secundários tais como enfarte, pressão alta, enxaqueca, insônia, depressão, nervosismo, queda de produtividade, queda de cabelo, redução da capacidade imunológica, herpes, problemas digestivos, úlcera, gastrite, impotência sexual e muitos outros.
Basta reduzir o stress para reduzir também todos esses seus efeitos, os quais, de outra forma, dificilmente cederiam a um tratamento verdadeiramente definitivo. A terapia ficaria sendo meramente paliativa ou um mascaramento dos sintomas.
O Yôga é um dos recursos mais eficiente para reduzir o stress a níveis saudáveis. Tal opinião está publicada numa grande quantidade de livros sérios sobre o assunto e é partilhada por um bom número de médicos que indicam Yôga aos seus pacientes estressados. 90% das pessoas sentem os efeitos de combate ao stress já na primeira sessão de Yôga bem conduzida.

Insônia
Ninguém sabe explicar como nem por que, mas se você praticar Yôga de manhã ou à tarde, conciliará o sono facilmente à noite. Por outro lado, praticar à noite costuma deixar a pessoa mais acesa (os estudantes praticam Yôga à noite para passar a madrugada estudando).
Há, porém, exercícios por excelência que ligam mais se praticados à noite (bhástriká, shírshásana) e os que, mesmo feitos antes de dormir, ajudam a conciliar o sono (vamah krama, shavásana, dhyána).

Coluna
Quem é que não tem algum problema de coluna? Quase todo o mundo tem. A razão disso é a vida sedentária que se tem hoje em dia, aliada às cadeiras e poltronas das residências, escritórios, automóveis, cinemas, etc., totalmente mal projetadas.
A isso, some-se o hábito de sentar-se mal, com a coluna torta, e o de ficar em pé com má postura; parar numa perna só, sempre a mesma; dormir numa posição só; carregar bolsa, pasta ou embrulhos sempre de um mesmo lado; levantar peso com a coluna mal colocada; dormir em camas muito moles e com travesseiros muito altos; etc.
Há toda uma legião de pessoas que padece de dores crônicas nas costas, mas cujo desconforto não tem nada a ver com a coluna propriamente dita. São dores musculares, facilmente elimináveis com as flexões, extensões, torções e trações proporcionadas pelos exercícios de Yôga, sempre biológicos.
Além disso, ainda há os relaxamentos que ajudam a eliminar as tensões musculares, quer sejam elas provenientes de má postura, cansaço físico ou stress.
Alongamento muscular
Sabe-se que o alongamento ou streching é nada mais, nada menos, que um segmento do Yôga denominado ásana (pronuncia-se ássana). Por isso, quem detém o melhor know-how de alongamento é o pessoal do Yôga. Desenvolvemos no Yôga um método de alongamento a frio que é muito mais eficiente a ainda nos garante duas coisas com as quais todo desportista sonha:
1. Proteção quase infalível contra distenções (mesmo praticando esportes sem o aquecimento prévio);
2. O desportista não sai de forma quando precisa interromper os treinos (dependendo do esporte, pode manter o atleta relativamente em forma até durante anos sem treinar).
Graças ao perfeito domínio técnico deste know-how, temos treinado muitos desportistas, dançarinos e lutadores, com resultados bastante animadores. Se você quiser conhecer o método ou se não acredita que funcione, aceite o convite de vir praticar um pouco de Yôga e dê adeus ao fantasma da distensão...

Flexibilidade x musculação
É geralmente aceito que o músculo muito alongado perde em força e que o músculo muito forte perde em alongamento. Contudo, se você souber trabalhar o seu corpo, vai obter músculos fortes e bem alongados, simultaneamente. Um bom exemplo disso é a ginástica olímpica.

O Yôga possui uma divisão de técnicas que desenvolvem a musculatura de forma extremamente harmoniosa, conferindo domínio até de músculos considerados involuntários, o que contribui para um desempenho superior em qualquer esporte, dança ou luta. E ainda garante uma proverbial flexibilidade articular e muscular que são obtidas mediante a eliminação de tensões localizadas, a conscientização de grupos musculares e as permanências maiores no ponto culminante de solicitação.

Relaxamento
São técnicas naturais, eficientes para desenvolver todos os aspectos da vida, dotando-a convenientemente e possibilitando, assim, um meio de transformação, crescimento e fortalecimento da energia interior, com subseqüente alívio de fadigas, ansiedades e todos os tipos de desajustes físicos, emocionais e mentais; que impedem o colaborador de manifestar seu potencial e aproveitar ao máximo sua existência.
As técnicas de relaxamento promovem o autoconhecimento. Não é um mero passatempo, não significa mudar de vida, não significa ser melhor ou ser mais isto ou aquilo. Significa uma substituição de hábitos antigos para hábitos cada vez melhores, mais saudáveis e inteligentes e, principalmente, uma realização do potencial inerente em cada um dos praticantes. Lembrando sempre: “Seja o que for que você faça, faça com prazer e alegria.”

Meditação
Meditação é um processo que leva o praticante a um estado de paz e silêncio, que conseqüentemente reorganizam e potencializam as atividades mentais, tão necessárias ao homem moderno.
No mundo ocidental, várias são as empresas que estão adotando a meditação como estratégia para conquistar equilíbrio do executivo/empresário, pois perceberam que ter uma saúde mental e física é primordial para alcançar os objetivos de uma empresa, que requer muita rapidez e objetividade de raciocínio num mercado com extrema competitividade.

Existem ainda mais ferramentas, porém aqui estão as mais principais.
É interessante citar que uma aula nunca é igual à outra e que há uma diversidade incrível de possibilidades que tornam o Método realmente algo muito eficaz e empolgante.

Ricardo Melo

5 comentários:

Método DeRose - Yôga disse...

Olá Ricardo!

Está espectacular seu Blog.
Um forte Abraço da Unidade da Amadora em Portugal.

SwáSthya!
Carlos Leo

michele disse...

Noooossaaaa....o seu blog esta tudo de bom!!!!
uma materia supera a outra!!!!
parabens Rica!!!
bjos, Mi

shamak disse...

estou preparando um blog parecido com o teu,tambem leciono yoga e amo a possibilidade de levá-lo a todos,abrindo o leque de atuação do yoga em beneficio da humanidade e de todos os seres viventes
que vc experimente cada alento que a vida te oferta
adriano

Alexandre disse...

Brother! Está muito bom o blogão! Abraços do Meireles

Método DeRose Unidad Santiago disse...

Hola Ricardo,
Muy bueno el blog!
Parabéns desde Chile!!
Gabriel
www.yogaantiguo.cl