terça-feira, outubro 23, 2007

Cuidados com a nossa visão


Os olhos são órgãos que trabalham cerca de dezessete horas por dia. Mesmo durante o sono se movem, causando estímulos ao nervo ótico.
O sentido da visão é responsável por 80% das informações que recebemos do ambiente externo.
Sendo assim tão importantes e solicitados, é normal que sofram algum tipo de desgaste, cansaço ou falta de vitalidade.
O SwáSthya Yôga, é um método ultra-integral de aperfeiçoamento do indivíduo. Nesta filosofia encontramos técnicas que cuidam dos nossos olhos, energizando e revitalizando a região. É chamada de trátaka[1], a limpeza do globo ocular.
Para realizar a técnica bastam alguns minutos. Se feita de forma sistemática gera conseqüências muito positivas.
Das variações existentes para executá-la, veremos hoje apenas uma forma.
Sente-se de preferência com a coluna bem ereta. Observe a cabeça firme no prolongamento da coluna. A posição em que você estiver deve ser confortável e agradável. Abra os olhos e procure não piscar até o fim da técnica.
Comece voltando os olhos para a ponta do seu nariz. Fixe o olhar e tente não mover mais os olhos, porém não force nada. Deixe o aparato ocular se acomodar. Não comece com muita intensidade. Permaneça assim cerca de trinta segundos. Em seguida, ainda sem piscar, volte os olhos para cima. Mantenha a cabeça imóvel.
Lentamente comece a mover os olhos gerando amplitude de forma circular. Expanda ao máximo os movimentos para que eles atinjam a plenitude do seu campo visual. Ao final, quando chegar com os olhos novamente voltados para cima, você terá dado uma volta de 180º. Depois, compense fazendo a mesma execução só que no outro sentido. Realize duas voltas de 180º para cada lado.
Termine focando novamente o olhar na ponta do nariz por alguns instantes e em seguida volte os olhos para o espaço entre as sobrancelhas. Agora, pisque a vontade e depois feche os olhos, deixe-os confortavelmente imóveis, assimilando os efeitos da técnica.
Lacrimejar é bem comum e importante para produzir uma purificação da região. Enquanto isso atrite fortemente as mãos até que elas fiquem quentes. Logo, aproxime o centro das palmas das mãos dos olhos o suficiente para sentir a projeção do calor. Sinta a energia térmica penetrando a cavidade ocular. Em seguida, toque o centro das palmas sobre as pálpebras, movimente as mãos com cuidado, gerando um carinho por esta área do seu corpo agora revitalizada.
O trátaka dissipa a carga de tensão acumulada, alonga músculos e nervos, faz com que o sangue flua livremente, lubrificando e limpando a superfície externa. Desenvolve-se com o tempo melhores reflexos através do desenvolvimento da visão periférica que é a nossa capacidade de enxergar objetos fora do foco principal, surgida durante o nosso processo natural de evolução como uma forma de defesa contra ataques repentinos de predadores.
Essa técnica pode ser feita todos os dias, sem despender mais do que dois minutos. Sempre com moderação. A sugestão é de que seja feita pelo menos uma vez por semana.
Instra. Letícia Braga

[1] Se desejar conhecer mais técnicas do Yôga Antigo basta consultar o livro Tratado de Yôga, (DeRose, Ed. Nobel).

2 comentários:

Ricardo Melo disse...

Parabéns Lê, pelo seu texto e seu carinho para postá-lo aqui.
Coisas tão simples podem realmente transformar nossas vidas e suas dicas são importantíssimas para os que desejam aprimorar a qualidade de vida entre outras coisas. Ter mais consciência do nosso corpo é um pequeno passo para uma evolução mais ampla e profunda.
Muito obrigado,

Ricardo Melo

Di.Swasthya disse...

Querido Ricardo

Sou um apaixonado por SwáSthya Yôga e sempre que posso dou uma passada no seu blog, as vezes fico horas apreciando os temas diversos, sempre aprendendo um pouco mais desta linda filosofia.

Grande Abraço

Diego Souza