terça-feira, março 18, 2008

Em busca da alimentação correta

Muito se houve falar sobre alimentação. Milhares de coisas já foram escritas.

Esses acontecimentos contribuem para uma verdadeira confusão em alguns pontos.

A importância da alimentação é indiscutível. Ela está atrelada a nossa qualidade de vida, as nossas percepções e cultura.

Sistemas filosóficos possuem uma alimentação específica.

Se você deseja o desempenho máximo em um esporte, por exemplo, é necessário estudar quais os tipos de alimentos serão importantes, a periodicidade que devem ser ingeridos etc.

O Yôga segue seu próprio sistema alimentar que o acompanha desde suas origens.

Chamamos de ovolactovegetarianismo, ou alimentação biológica.

Não se deve utilizar outro tipo de alimentação.

É o sistema alimentar que irá proporcionar o nível de purificação e de empatia com a filosofia, necessários para o alcance da meta do Yôga.

Eliminam-se as carnes, por diversos motivos, e acrescenta-se uma imensa variedade de alimentos novos. Ou seja: temperos, verduras, legumes etc.

É extremamente rica e saborosa. Ao mesmo tempo nutritiva e de fácil digestão.

Se você tem interesse nesse assunto, sugiro a leitura do livro Alimentação vegetariana, chega de abobrinha, de DeRose, Ed. Nobel.

O livro está disponível para downloads no site http://www.uni-yoga.org/

A partir de agora apenas passo algumas dicas para ter uma melhoria do seu coeficiente de vitalidade e saúde. Coisas já sabidas por nós. Mas que devem sempre ser relembradas.

Dividiremos em três categorias que são: Eliminar, reduzir e adotar.

- Eliminar:

Podemos eliminar os excessos. Também as drogas, álcool (que é droga) e fumo (também é).

- Reduzir:

Refrigerantes, açúcar, sal, frituras, leite, queijos. Evitar líquido durante a refeição ou diminuir a quantidade. Comer pouco a noite, ou apenas frutas. Não misturar o doce e salgado que exigem digestões diferentes.

- Adotar:

Intensa mastigação, frugalidade (moderação alimentar), leguminosas, frutas, fibras, temperos que auxiliam a digestão. Adotar conhecimento sobre a combinação dos alimentos.

São coisas simples, entretanto devem-se tornar hábitos para que proporcionem efeitos maravilhosos em termos de disposição, saúde e bem-estar.

Bom apetite.

Ricardo Melo

2 comentários:

Daniel Tonet - Yôga Goiânia disse...

Cara, gostei muito do texto e mais ainda do shirshásana da vaca. rsrsrs

Parabéns!!!

Daniela disse...

oi Ricardo, sou responsável pela assessoria de comunicação da Unidade de SwáSthya aqui do Acre (faço guruseva) e em busca de dicas interessantes sugeri seu blog para nossso alunos. Achei de extrema elegância e bom gosto! ah, adorei o texto sobre alimentação. Parabéns! SwáSthya!!!